Os 4 Ps do marketing: o que são, seu significado e estratégias

Os 4 Ps do marketing: o que são, seu significado e estratégias

É um dos primeiros conceitos que você encontra quando começa a trabalhar ou estudar algo relacionado ao marketing: os 4 Ps do marketing . Você sabe exatamente a que essas variáveis ​​correspondem e como elas funcionam?

Produto, Preço, Ponto de Venda e Promoção, mais conhecidos como os 4 Ps do marketing. Um conceito introduzido pelo professor E. Jerome McCarthy em 1960.

Essas variáveis ​​visam explicar de forma abrangente como o marketing funciona dentro de uma empresa ou organização, ou seja, o mix de marketing. Mas não vamos parar por aqui e aprofundar um pouco o assunto.

Conheça a Content Marketing Brasil – A Agência com maior expansão no Brasil, temos a estratégia certa de marketing para sua empresa vender mais…

O que é o composto de marketing?

Os 4 Ps do mix de marketing: a que correspondemPodemos definir o mix de marketing como um dos elementos mais antigos do marketing. Engloba as alavancas de marketing que uma empresa utiliza para atingir seus objetivos comerciais: Produto, Preço, Ponto de venda (ou distribuição) e Promoção. Na verdade, eles também são conhecidos como os 4 Ps do mix de marketing.

Abaixo explicaremos em detalhes a que correspondem os 4 Ps do marketing.

produtos

O produto é o principal protagonista de qualquer campanha de marketing e todas as ações que fazemos devem girar em torno dele.

Um produto não precisa ser algo físico ou tangível, mas também pode ser um serviço ou, por exemplo, uma experiência.

É um conceito muito mais amplo do que podemos imaginar. O produto tem a função de satisfazer as necessidades ou desejos dos consumidores.

 

O desenvolvimento de um produto é o fator chave para garantir sua sobrevivência no mercado. Muitas vezes as empresas permanecem no aspecto mais básico ou funcional, mas é preciso dar um passo à frente. Podemos distinguir os seguintes níveis de produto desta forma:

  • Produto essencial: refere-se à função básica do produto. É o produto que um consumidor compra para satisfazer sua necessidade.
  • Produto esperado: aqui entram em jogo outras características não essenciais do produto, como qualidade, marca, embalagem, etc.
  • Produto expandido: Podemos dizer que um produto expandido oferece muito mais do que o benefício básico do produto. Por exemplo, a garantia, o serviço pós-venda ou entrega e a possibilidade de financiamento agregam valor ao produto essencial.

4 P de marketing: produtoO ciclo de vida do produto

Ao falar de um produto como parte de uma estratégia de marketing, é preciso saber identificar em que estágio do ciclo de vida ele se encontra. Não é a mesma coisa que ter que desenvolver uma estratégia para um produto que está no mercado há 10 anos e outra para um novo que queremos lançar.

Podemos dizer que um produto passa pelas seguintes etapas:

Introdução ou lançamento: é quando a empresa tenta colocar um novo produto no mercado. É a fase crítica e pode determinar seu sucesso ou não. Estamos em uma fase de risco e incerteza.

Crescimento: O produto se posiciona em determinado segmento de mercado e passa a ser adquirido pelos consumidores. Nesta fase há um aumento nas vendas e lucros geralmente associados.

Maturidade : o produto atingiu seu pico no mercado. Ainda está no mercado e continua a vender, mas não no mesmo ritmo da fase anterior. A concorrência e a existência de novos produtos de substituição obrigam a empresa a procurar uma forma de se diferenciar e encontrar um nicho de mercado.

Declínio: Este é o estágio que nenhuma empresa gostaria de alcançar. Nesse ponto, as vendas do produto começam a declinar devido às alternativas oferecidas pelos concorrentes ou simplesmente devido a mudanças nos hábitos de consumo da população.

Preço

O segundo dos 4 Ps do mix de marketing. Como você sabe, preço é o valor que você paga quando quer comprar um determinado produto ou serviço e ao mesmo tempo um dos elementos mais influentes na hora de tomar uma decisão de compra.

4 P de marketing: preçoEmbora o conceito seja bastante simples de entender, é um dos mais complexos para as empresas. Como sei que estou definindo o preço certo? Em que limite eles vão parar de comprar de mim? Se eu aumentar o preço em 10%, isso será suficiente para compensar a queda nas vendas?

Precificar um produto não é uma tarefa fácil. Na verdade, é preciso fazer uma pesquisa de mercado para ficar claro quanto o consumidor está disposto a pagar, qual o preço que a concorrência oferece ou qual a margem de lucro que você tem em cada unidade que vende.

Quando a precificação é estabelecida, entra em jogo o estágio do ciclo de vida em que o produto está localizado. Na fase de introdução ou lançamento, o preço costuma ser inferior ao preço de crescimento, por quê? 

É fácil, nesta fase a oferta é maior do que a procura, mas à medida que as pessoas começam a interessar-se mais por um determinado produto ou serviço o preço tende a subir até atingir a maturidade. Isso nada mais é do que a lei da oferta e da procura.

> Tendências de Mídia Social

Ponto de venda ou distribuição comercial

Como você distribui seu produto? Você precisa ter clareza sobre como vai levar seus produtos aos clientes, ou seja, como vai distribuí-los ou quais serão os pontos de venda.

Algumas das variáveis ​​a serem consideradas na hora de colocar um produto no mercado são:

  • Preço do distribuidor
  • Armazenar
  • Transporte
  • Taxas de envio
  • Canais de distribuição
  • Posição
  • Inventário

Além de levar em consideração essas variáveis ​​e como elas podem impactar os custos e benefícios do nosso negócio, também é importante ter sempre em mente o seu cliente ou comprador ideal .

Estratégias de distribuição

Ao colocar nosso consumidor no centro da estratégia, podemos distinguir três diferentes estratégias de distribuição:

4 P de marketing: distribuiçãoDistribuição intensiva: o principal objetivo desta estratégia de distribuição é atingir o maior número possível de pontos de venda e é muito típico dos produtos do dia-a-dia. Por exemplo, pode-se dizer que uma marca comum de goma de mascar segue esse tipo de padrão; podemos encontrá-los em postos de gasolina, supermercados, bares, tabacarias, máquinas de venda automática… Tentam chegar ao maior número possível de pontos de venda.

Distribuição seletiva: Nesse modelo de distribuição, a empresa escolhe um pequeno número de pontos de venda que geralmente precisam atender a determinados requisitos. Por exemplo, podemos pensar em marcas como a Pandora que, embora tenha lojas exclusivas, também vende seus produtos em estandes dedicados dentro de lojas multimarcas.

Distribuição exclusiva: Nesse sentido, a marca concede ao vendedor a exclusividade do produto, ou seja, sua comercialização é limitada a um ou poucos varejistas. Ou seja, o objetivo é aumentar o prestígio da marca e sua posição no mercado, fazendo com que o cliente se sinta único ao adquirir este produto. Por exemplo, vamos pensar em marcas de luxo como Prada ou Chanel.

Promoção

Você sabe como vai promover seus produtos ou serviços e quais ações vai realizar? O mais importante de tudo é que você conheça bem seu público-alvo para usar a mídia ou os canais certos.

Para se fazer entender melhor, segmentar jovens entre 18 e 20 anos – onde as redes sociais, como o Instagram, podem ser o canal perfeito – é diferente de segmentar uma população entre 60 e 80 anos.

Outbound Marketing x Inbound Marketing

Desde 1960, quando este conceito de 4 P’s e marketing foi introduzido, as coisas mudaram muito. Sem mencionar que eles são completamente diferentes agora.

Marketing de saída

Podemos associar as técnicas promocionais mais tradicionais com o outbound marketing, ou seja, aquelas técnicas publicitárias mais intrusivas com as quais se invade a atenção do cliente com o objetivo de mostrar a bondade ou os benefícios de um produto para levá-lo a comprá-lo. Não é um tipo de promoção personalizada e geralmente é feita com meios mais tradicionais como rádio, televisão ou outdoors.

Marketing de entrada

Por outro lado, muitas empresas optam por uma promoção muito menos invasiva ao cliente, o inbound marketing . A sua metodologia centra-se precisamente no utilizador, com o objetivo de ganhar a sua confiança e interesse.

Nunca interrompe o usuário, mas o atrai por meio de conteúdos relevantes e informações úteis para o seu dia a dia. Em outras palavras, oferece valor agregado ao usuário. Os canais mais utilizados nesse tipo de promoção são blogs, ebooks, newsletters, podcasts ou webinars.

Esses conceitos são mutuamente exclusivos?

Isso não significa que um dos métodos seja melhor que o outro, mas você tem que se adaptar aos canais onde seu público-alvo está. Além disso, trabalhar em conjunto nesses dois tipos de promoção costuma ser a melhor maneira de aumentar as vendas de seus produtos.

O modelo 4 P ainda é relevante? Evolução do mix de marketing

Embora possamos pensar que o modelo de marketing dos 4 Ps está um pouco desatualizado, também podemos dizer que é um dos pontos mais fundamentais do marketing. Na verdade, qualquer pessoa que tenha um negócio deve entender esse processo para ter uma visão completa do que é marketing e como ele funciona dentro de um negócio.

As mudanças nos hábitos de consumo e a evolução tecnológica também levaram ao surgimento de novos modelos de marketing, como o modelo 4 C’s ou o modelo 4 E’s.

O modelo dos 4 Cs

O modelo 4P foca principalmente no produto e em como colocá-lo no mercado, deixando o consumidor um pouco à margem. Assim, o modelo dos 4 C’s queria resolver esse problema focando principalmente nessas quatro variáveis:

  • Consumidor (Consumidor)
  • Comunicação
  • Custo custo)
  • Conveniência

Modelo do 4E.

Esse modelo centrado no consumidor também evoluiu para um modelo mais focado na experiência do consumidor ao comprar ou usar um produto. É baseado principalmente nas seguintes variáveis:

  • Experiência
  • Evangelismo (Evangelismo)
  • Troca (troca)
  • Onipresença (em todos os lugares)

E tenho certeza que o problema não vai parar por aí!

O post Os 4 Ps do marketing: o que são, seu significado e estratégias apareceu primeiro em Agência de Marketing Digital • Content Marketing Brasil • Marketing Digital.


Source: contentmarketingbrasil
Os 4 Ps do marketing: o que são, seu significado e estratégias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *